jogos de arcade, karaoke e street food japonesa no Atari Baby, no Cais do Sodré


Estão a visualizar a famosa cena de karaoke na obra-prima de Sofia Coppola, Lost in Translation? Bem, ela pode perfeitamente ser recriada na cave do novo restaurante japonês da Rua de São Paulo, no Cais do Sodré. Dress code para o Atari Baby? A peruca cor-de-rosa, pois claro! Ou, se quiserem ser ainda mais arrojados, façam como eu e pintem o cabelo de azul turquesa, encarnando a temperamental e aventureira Bulma do anime Dragon Ball. Depois é só aparecerem à porta do número 120, com a barra de energia no máximo e a postos para defender a galáxia.

A nossa aventura nipónica, num domingo soalheiro de agosto, começou com um desafio lançado pela Rita e pelo Guilherme, o casal-conselheiro-mor dos espaços do momento. Bastou referirem palavras como "Japão", "street food", "videojogos", "arcade" e "salas de karaoke" para ficarmos completamente vidrados, com aqueles olhos reluzentes das personagens de mangá. Já não me considero uma gamer - esse papel deixo-o para a poderosa baby V -, mas durante anos colecionei consolas Nintendo, ganhei horas de vida a jogar Super Mário, Tekken 3, Sonic, Tomb Raider e FIFA, e resgatei vezes sem conta a Princess Peach. Já o Gonçalo deixou a sua criança interior recordar, com nostalgia, os tempos em que cantar "GT, Dragon Ball GT, Guerreiro", gritar a plenos pulmões "Kamehameeee" e fazer uma "fusão" era so damn cool


Apesar de, em conversa, os nossos amigos terem referido que o restaurante é parceiro Zomato Gold (um entre mais de 400), optámos antes por experimentar a Outer Space Taste - Atari in a Boxa box de degustação de vários pratos, à escolha do Chef. Tudo porque gostamos de começar o primeiro nível das nossas sagas a saltar de plataforma em plataforma, com gráficos aperfeiçoados e a três dimensões. 

Assim que partilhamos a nossa escolha com o Rodrigo, o Mr. Miyagi que nos atendeu com extrema sapiência e simpatia, o restaurante, que parecia reservado para nós naquele dia, começou a magicar a composição do nosso pedido ao estilo das refeições dos filmes de animação de Hayao Miyazaki. O Chef, grego e que, de acordo com a nova gerente do espaço, já passou pelos cardápios de casas como Can the Can e Las Ficheras, apostou num empratamento interativo, que nos incentiva a não deixar escapar frutas ou cogumelos energéticos - qual Mario meets Crash Bandicoot -, para chegarmos ao duelo final pela peça de sushi de ouro no topo da pirâmide. 



No Atari Baby, o conceito é simples e urbano: a street food dos bairros de Tóquio. Apesar de ser um estabelecimento com uma carta extremamente apelativa no que toca à confeção de sushi fresco, não é na norma que assenta o seu ex-libris, mas sim na diversidade de sabores que podem encontrar nas barracas de comida à beira da estrada, no Japão. Por apenas 34 euros podem degustar Wakame Salad (salada de algas com sementes de sésamo), Gyosas de Vegetais e de Camarão, Ebi Fry (uma crocante tempura de camarão), Tori Kara-Age (frango com gengibre, lima e molho de soja), Tokoyaki (estas bolas de polvo com flocos de Katsobushie foram as vencedoras do almoço) e Yakitori Negima (espetadas de frango com molho teriyaki e alho francês). 


Para acompanhar os pratos frios da nossa box de degustação, pedimos um jarro de sake. Os sentidos não ficaram entorpecidos e conseguimos sentir cada ingrediente e sabor das restantes iguarias do nosso jogo de tabuleiro. Nesta fase, os Veggie Fresh Burritos, o Sashimi e, as peças de Uramaki Kanji (salmão) e Uramaki Hiragana (atum) vieram refrescar o nosso palato.



Desde o início da refeição que estávamos de olho nas sobremesas e ambos sabíamos que não podíamos deixar passar a oportunidade de viajar na nuvem mágica de Son Goku, à procura das sete bolas de cristal. As três esferas de gelatina de Lichya, pétalas de amores perfeitos e manga yuzu dão vida a Dragon Ball e oferecem-nos toda a garra que precisamos para combater as forças do mal. Para quem tem preferência por pratos menos doces e mais exóticos, esta é, sem dúvida, uma vida extra a considerar. Pelo contrário, a Nama Choco Yuzu, um delicioso ganache de chocolate negro com granizado de yuzu, conduz-nos intensa, ácida e eternamente até à Rota das Perdições.

Ficaram tentados? É que é mesmo para ficar! E tomem atenção: esta é uma surpresa lisboeta que pode viciar muita gente, sem risco de desmaios ou ataques epiléticos, mas com a adrenalina no máximo.


Atari Baby
Rua de São Paulo, 120-124, Cais do Sodré
Preço médio: 40€ para duas pessoas
Aberto todos os dias
Telefone: 308 803 756
Facebook // Instagram // Zomato

4 comentários:

  1. Acho o preço bastante aceitável para este género de restaurante, e o sushi tem excelente aspeto!


    Participa no giveaway que estou a fazer no meu blog e habilita-te a ganhares um fato de banho e uns brincos da Zaful.

    http://abpmartinsdreamwithme.blogspot.pt/2017/08/giveaway-zaful-swimsuit-earrings.html

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que bom, Beatriz! E, se possível, visita as salas de karaoke. Terás uma ótima surpresa no final. Um grande beijinho ❤

      Eliminar
  2. Quero taaaaaaaaaaaaaaaaaanto experimentar!

    <3
    www.keke.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um dos melhores restaurantes japoneses da cidade, sem dúvida! (:

      Eliminar

Instagram