sê bem-vinda, primavera!

Já chegou às bancas nacionais a nova edição da revista EPICUR. Quando a Filipa Melo, mentora do projeto, entrou em contacto comigo para assinar a rubrica Tendências do número de primavera, o meu coração abandonou a sua constância e começou a mover-se ao ritmo da batida eletrizante de I'm Walking On Sunshine. Juro-vos! Só não caí da cadeira giratória, porque já tinha tomado a minha dose de cafeína. Debati-me com espasmos constantes de felicidade, mas também comecei a ser invadida por uma ligeira sensação de pânico. "Mas porquê eu?". Não que tencione duvidar do meu profissionalismo, da minha dedicação, do meu esforço ou da minha persistência. Ainda tenho os meus receios e as minhas incertezas, mas deixei de dar ouvidos à voz malévola que, muitas vezes, deixamos elevar-se. Aprendi a escutar com atenção o som da consciência, aquela que sempre fez questão de torcer por mim, pelas minhas conquistas, pela minha vontade de escalar montanhas e pelo meu desejo de mudar o mundo. No entanto, não consegui deixar de pensar na quantidade de bloggers de lifestyle com um portfólio fantástico, atualizado religiosamente... Devaneios à parte, aceitei o desafio como uma prova de fogo, já que, entre tantas candidatas, eu tinha sido a escolhida.

Quem me conhece sabe que, em mim, a felicidade espraia-se quando ajudo a criar arte. A Sara Tavares fez com que eu desejasse ser um ponto de luz na vida de alguém. Inspirar uma mulher com as minhas palavras, com as minhas fotografias ou, até mesmo, com as minhas sugestões literárias deixa-me radiante. Quero estar aqui, no planeta Terra, com um propósito: deixar a minha marca, seja ela palpável ou unicamente extrassensorial, fazer a diferença e chegar ao fim da meta com um sentimento de realização inexplicável. Olhar para trás e poder dizer: "bolas, caramba, fui uma sortuda do catano!".

Por vezes, os meus amigos questionam-me sobre o meu tempo. "Como é que tens disponibilidade para fazer tantas coisas?", dizem eles sem quaisquer julgamentos. Sim, faço muitos "sacrifícios", se é que posso atribuir à minha jornada o significado preciso desse termo. Nunca abdico de estar com a minha família e com os meus irmãos do vento, os parentes que escolhi ter na minha vida. Cozinho refeições saudáveis, arrumo a casa, leio, medito, faço exercício físico, participo em conferências, frequento workshops, vou a reuniões dos meus outros empregos e escolho outfits diários (não que a moda dite as regras, mas porque, lá está, a seleção de padrãos, de cores e de texturas é, também, por si só, uma fórmula mágica para a arte). Não sou omnipresente e, por enquanto, ainda integro o leque de pessoas que tem um trabalho de oito horas diárias à secretária.

Como faço então? Procuro otimizar a minha semana. Aproveito todos os momentos livres para passar os olhos pelos links que armazenei na app Pocket, para me perder na história de um novo livro (OLX e Feira do Livro do Oriente, obrigada por todos os negócios que temos feito juntos!), para ver um filme francês, para escrever para o blog e para outros meios de comunicação que coordeno e para estar rodeada da boa energia da minha "tribo". O segredo para o sucesso? Mais uma vez, não tenho uma resposta concreta. Só vos posso dizer o seguinte: "hard work beats talent when talent doesn’t work hard".

Posto isto, quero ver-vos a correr até à livraria mais próxima. Não só porque na página 76 figura este espírito do vento gingando com umas mom jeans da Pepsi, como também podem contar com uma panóplia de temas apelativos: doces conventuais, vinhos, livros de vida saudável (há uma entrevista exclusiva com Yotam Ottolenghi, autor de Celebrar com Vegetais) e encontros improváveis (desta feita entre Clara Ferreira Alves e António Victorino de Almeida). Já o suplemento que acompanha esta edição primaveril convida-nos a viajar até à Península de Setúbal. Interessante, não?

2 comentários:

  1. Olha, não conhecia a revista EPICUR, como é que é possível? :O Assim que a vir à venda, trago-a comigo. :)

    Essa foto das tuas mom jeans ficou tão gira!

    E gostei muito de ler a tua reflexão sobre a tua organização de tempo e sucesso. Muito inspiradora, Joaninha. Gostava que mais pessoas acreditassem que conseguem fazer (não tudo, mas) muita coisa com pouco tempo. O segredo é mesmo a gestão. :)

    E também uso o Pocket para guardar links para artigos que me chamam a atenção, adoro aquilo. :D

    Joan of July

    ResponderEliminar
  2. És tão linda omds
    Adorei o post!!!
    Sou nova por aqui, podes seguir-me? Beijinho!
    http://myclassichanel.blogspot.pt/

    ResponderEliminar

Instagram